O que é Black Friday ?


Black Friday é um termo criado pelo varejo nos Estados Unidos para nomear ação de vendas anual, que acontece sempre na última sexta-feira de novembro após o feriado de Ação de Graças.1


 O dia no ano com as "maiores promoções e descontos" do comércio. É isso que promete a Black Friday. A "sexta-feira negra" foi criada por lojistas norte-americanos como uma ação para alavancar as vendas no ano de 2005.

O nome tem referências na economia norte-americana. Nos Estados Unidos, estar com o orçamento no “black” é um excelente sinal, sinônimo de muitos lucros. Seria algo como "estar no azul". Já a data, a última sexta-feira de novembro,  a abertura do primeiro fim de semana após o feriado de Ação de Graças. No país, as lojas abrem mais cedo e milhares de pessoas fazem fila para poderem aproveitar as ofertas.


Além dos Estados Unidos, a ação de vendas vem sendo adotada por comerciantes de países como Canadá, Austrália, Reino Unido, Portugal e Paraguai.

No Brasil, a primeira versão do evento aconteceu em 2010, com ações de venda feitas por empresas de comércio online. Em 2012, o Black Friday Brasil ficou marcado pela maquiagem nos descontos. Para este ano, órgãos de defesa do consumidor prometem maior fiscalização para evitar que empresas aumentem os preços drasticamente dias antes do "dia de descontos".



Cuidados que se deve tomar para não entar pelo cano

 1) Pesquise: verifique os preços cobrados pelos serviços e produtos pelos quais se interessa nos sites das empresas que participam da Black Friday e de outros fornecedores, inclusive na data da liquidação. Assim, torna-se menor o risco de cair na armadilha de promoções que não são tão vantajosas como o anunciado.

2) Compare: veja a descrição do produto, compare-o com outras marcas e certifique-se de que ele supre suas necessidades;

3) Compras na internet: leia a política de privacidade da loja virtual para saber quais compromissos ela assume quanto ao armazenamento e manipulação de senhas e dados; depois, imprima ou salve todos os documentos que demonstrem a compra e confirmação do pedido, como comprovante de pagamento, contrato e anúncios.

4) Compras por impulso: não se deixe levar pelo apelo emocional da oferta e comprar itens dos quais não tem necessidade no momento, mas aparece na promoção como preço “tentador”. O valor pode se somar ao acúmulo de outras dívidas e tornar difícil o pagamento.

5) Direitos do consumidor: vale lembrar que o fato de a compra ser feita em uma liquidação não elimina os direitos dos compradores. Você tem prazo de 30 dias para reclamar de defeitos (caso o produto seja não durável) e 90 dias para reclamar caso o produto seja durável. Além disso, pode devolver compras feitas pela internet até 7 (sete) dias após o recebimento do produto independente do preço ou da ocasião da compra.


6) cuidado com a maquiagem nos preços